Ricardo Machado tem novo pedido de prisão decretado


Ex-prefeito já havia sido preso em dezembro na sexta fase da Operação Adsumus, que apurou que cerca de R$ 20 milhões foram desviados pela gestão do petista
Luís Filipe Veloso / Rodrigo Daniel Silva
FacebookTwitte

O ex-prefeito da cidade de Santo Amaro, no Recôncavo baiano, Ricardo Machado (PT), teve novamente um decreto de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) nesta quinta-feira (5). A decisão foi do desembargador Julio Cezar Travessa.

O petista já havia sido preso em dezembro de 2017, na 6ª fase da Operação Adsumus, que apurou que cerca de R$ 20 milhões foram desviados pela gestão do petista por meio da aquisição fraudada de material de construção, aluguel de máquinas e veículos, e em licitações de obras públicas.

Um dia depois, um pedido de habeas corpus solicitado pela defesa foi acatado e Ricardo Machado chegou a ser solto, mas voltou a ser preso uma semana depois, quando os investigadores concluíram que ele mantinha o recebimento de propina, mesmo atrás das grades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.