Cinco partidos ficam ‘zerados’ na Alba e PSC tem maior crescimento


Após janela partidária, bancada do Partido Social Cristão dobrou na Assembleia (dois para quatro representantes); MDB, PSL, PROS, PPS e PV “somem”
Rodrigo Aguiar
FacebookTwitter

Ao final da janela partidária, cinco partidos deixaram de ter representação na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) e um voltou a contar com representantes na casa.

Após o troca-troca partidário, o PSC foi a legenda que registrou o maior crescimento, ao dobrar sua bancada, de dois para quatro integrantes. Se filiaram ao Partido Social Cristão os deputados Hildécio Meireles, Soldado Prisco e Sidelvan Nóbrega. Completa a bancada o deputado Heber Santana.

Samuel Jr. abandonou a legenda e também trocou de lado, ao passar da bancada de oposição para a de governo.

O segundo maior crescimento no Legislativo baiano foi de PSDB e DEM (66,7%). O PSDB passou de três parlamentares para cinco. Ingressaram no ninho tucano Marcell Moraes e David Rios, juntando-se a Adolfo Viana, Carlos Geilson e Augusto Castro.

O DEM tinha seis e ficou com dez deputados estaduais, ao incorporar três dos cinco egressos do MDB – Luciano Simões Filho, Pedro Tavares e Leur Lomanto Jr – e o deputado Targino Machado.

As únicas siglas que não tiveram qualquer movimentação foram PT, PCdoB, PRP e Avante.

Tamanho das bancadas – O Partido dos Trabalhadores se mantém como maior bancada da Assembleia, com 12 integrantes. No entanto, viu a distância para outras legendas diminuir.

Com dez parlamentares, o DEM, do prefeito ACM Neto, assumiu o posto de segunda maior bancada. Em seguida, está o PSD, do senador Otto Alencar, que passou a ter nove deputados estaduais, com a filiação de Alan Castro e Manassés.

Na quarta posição, vem o PP, do vice-governador João Leão, que tinha cinco e agora conta com seis representantes na Assembleia, com a entrada de Nelson Leal.

Sumiço e ressurgimento – A queda mais expressiva foi a do MDB. De cinco deputados estaduais, o partido ficou “zerado” na Alba.

Também ficaram sem representação na Casa o PSL (três para zero), Pros (dois para zero), PPS (dois para zero) e o PV, com a saída do deputado Marcell Moraes.

Já o PR, que estava sem nenhum deputado estadual, ficou com três (Paulo Câmera, Vitor Bonfim e Reinaldo Braga).

Veja abaixo um resumo da movimentação partidária na Assembleia:

janela partidaria