Sábado, 16 de Janeiro de 2021 03:53
75 98846-8150
Entretenimento PANDEMIA: 33% DOS BR

PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO.

PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO

02/08/2020 22h10
547
Por: Rodrigo Mario Fonte: ascom rolando na orla
PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO.

PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO

PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO

O Dia Mundial do Orgasmo é comemorado nesta sexta-feira, dia 31 de julho, mas nem todos conseguirão “sextar” como desejado. Instabilidade econômica, preocupação e até falta de vontade são algumas das razões pelas quais 33% dos brasileiros reduziram a frequência em que fazem sexo durante a pandemia do novo coronavírus. A privação chega a afetar o humor dos entrevistados, já que 21% dos que reduziram a frequência das relações afirmaram estar muito mais mal humorados.

Para os casais confinados, a educadora sexual Renata Mota destaca a importância do diálogo. “Relações que acumulavam faíscas e situações limite podem ter supurado [na pandemia]. Isso impacta diretamente no sexo”, afirma. Recobrar a relação sexual saudável depende da resiliência em cuidar do relacionamento. “Se esse casal tem a capacidade de dialogar, que respire e perceba que a pandemia foi o impulso para discutir o que já vinha sendo essa relação”, sugere.

Foto: Sexy hot

Copyright © 2020 Bahia Economica. Powered by WordPress and Envince.XO

PANDEMIA: 33% DOS BRASILEIROS NÃO ESTÃO FAZENDO SEXO

O Dia Mundial do Orgasmo é comemorado nesta sexta-feira, dia 31 de julho, mas nem todos conseguirão “sextar” como desejado. Instabilidade econômica, preocupação e até falta de vontade são algumas das razões pelas quais 33% dos brasileiros reduziram a frequência em que fazem sexo durante a pandemia do novo coronavírus. A privação chega a afetar o humor dos entrevistados, já que 21% dos que reduziram a frequência das relações afirmaram estar muito mais mal humorados.

Para os casais confinados, a educadora sexual Renata Mota destaca a importância do diálogo. “Relações que acumulavam faíscas e situações limite podem ter supurado [na pandemia]. Isso impacta diretamente no sexo”, afirma. Recobrar a relação sexual saudável depende da resiliência em cuidar do relacionamento. “Se esse casal tem a capacidade de dialogar, que respire e perceba que a pandemia foi o impulso para discutir o que já vinha sendo essa relação”, sugere.

Foto: Sexy hot

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Famosidade
Sobre Famosidade
Tudo sobre o mundo dos famosos em um só lugar!
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 23° Máx. 31°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
60% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (17/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol e Chuva
Segunda (18/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 31°

Sol e Chuva