Domingo, 20 de Setembro de 2020 10:02
75 98846-8150
Esportes Após cinco meses, Ju

Após cinco meses, Justiça do Paraguai liberta Ronaldinho Gaúcho e irmão para retorno ao Brasil

Após cinco meses, Justiça do Paraguai liberta Ronaldinho Gaúcho e irmão para retorno ao Brasil

24/08/2020 18h52
223
Por: Rodrigo Mario Fonte: bahia ba
Após cinco meses, Justiça do Paraguai liberta Ronaldinho Gaúcho e irmão para retorno ao Brasil

Após cinco meses, Justiça do Paraguai liberta Ronaldinho Gaúcho e irmão para retorno ao Brasil

Audiência foi marcada após o Ministério Público do país concluir as investigações sem provas de que eles estariam envolvidos com lavagem de dinheiro

Redação
Foto: Reprodução/TV Justiça Paraguai

 

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Roberto de Assis, foram libertados da prisão domiciliar no Paraguai, na tarde desta segunda-feira (24), segundo o juiz Gustavo Amarilla, em audiência preliminar, em Assunção. Os dois estavam detidos preventivamente há mais de cinco meses após entrarem no país com documentos paraguaios adulterados.

A audiência foi marcada após o Ministério Público do país concluir as investigações sem provas de que eles estariam envolvidos com lavagem de dinheiro e a produção dos documentos falsos. O pedido da suspensão condicional do processo foi feita ao judiciário no dia 7 de agosto.

Como a Justiça acatou o pedido do Ministério Público, após o prazo legal, o processo será arquivado.

Conforme o advogado de defesa, a investigação do Ministério Público não encontrou nenhuma prova relacionada aos crimes que a promotoria suspeitava, como lavagem de dinheiro e associação criminosa. A defesa destacou que os dois foram presos de forma injusta, ilegal e abusiva.

Audiência

A audiência foi transmitida ao vivo pela Justiça do Paraguai, nesta segunda-feira, pela internet.

O Ministério Público do Paraguai havia proposto ao judiciário que Ronaldinho Gaúcho não fosse condenado por usar documento falso, desde que pagasse multa de mais de R$ 500 mil para reparar o dano causado ao país.

Para o irmão Assis, a promotoria sugeriu que ele fosse condenado pelo uso de documento adulterado, mas teria a pena suspensa mediante o pagamento de mais de R$ 614 mil reais.

A proposta do Ministério Público foi aceita pela defesa, conforme o advogado.

A defesa sugeriu à Justiça que os dois se apresentassem a cada três meses no Consulado do Paraguai, no Rio de Janeiro (RJ), conforme proposto pela promotoria para o acompanhamento do processo.

Além disso, de que a multa total dos irmãos

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Esporte local
Sobre Esporte local
Tudo sobre o esporte local em um só lugar!
Valença - BA
Atualizado às 10h02 - Fonte: Climatempo
25°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 30°

25° Sensação
1 km/h Vento
68% Umidade do ar
60% (7mm) Chance de chuva
Amanhã (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 29°

Sol e Chuva
Terça (22/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 30°

Sol e Chuva