Sábado, 17 de Abril de 2021 01:27
75 98846-8150
Brasil vacuo

Jornal dos EUA diz que ‘vácuo de liderança’ de Bolsonaro agravou crise do coronavírus

Jornal dos EUA diz que ‘vácuo de liderança’ de Bolsonaro agravou crise do coronavírus

05/03/2021 19h07
190
Por: Rodrigo Mario Fonte: bahia ba
Jornal dos EUA diz que ‘vácuo de liderança’ de Bolsonaro agravou crise do coronavírus
Publicado em 05/03/2021 às 17h22.

Jornal dos EUA diz que ‘vácuo de liderança’ de Bolsonaro agravou crise do coronavírus

Fala do presidente para brasileiros pararem de 'frescura' e 'mimimi' repercutiu na imprensa internacional

Redação
Foto: Marcos Corrêa/PR
Foto: Marcos Corrêa/PR

 

A fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que brasileiros parassem de “frescura” e “mimimi” no dia em que o Brasil superou a marca de 260 mil mortos pelo novo coronavírus repercutiu negativamente na imprensa internacional. Em um editorial, o jornal The Washington Post, dos Estados Unidos, afirmou que “o solo fértil para variantes no Brasil é uma ameaça ao mundo inteiro”.

Na publicação, o jornal não chegou a citar a frase do “mimimi”, mas relembrou que o presidente chamou a Covid-19 de “gripezinha” e fez campanha para o uso de “remédios inúteis como a hidroxicloroquina”. O Washington Post destacou ainda que o país “parece incapaz de sair do abismo” e que “o vácuo de liderança de Bolsonaro deu ao vírus uma abertura para se espalhar”.

“Como o epidemiologista Miguel Nicolelis, da Universidade Duke, disse ao Post: ‘se o Brasil não controlar o vírus, será o maior laboratório aberto do mundo para o vírus sofrer mutação’. Isso é um problema para todos”, completou.

A agência de notícias Reuters, por sua vez, citou a polêmica fala dita por Bolsonaro e destacou que ocorreu após o Brasil registrar dois dias seguidos de recorde de mortes. “O governo federal tem demorado a comprar e distribuir vacinas, com menos de 3,5% da população vacinada”, pontuou.

Na Alemanha, a rede Deutsche Welle afirmou que “os comentários do líder de extrema-direita ocorrem no momento em que o Brasil atravessa sua semana mais mortal da pandemia do coronavírus, com mais de 1,3 mil mortes por dia”.

Quem também se pronunciou foi o Clarín, um dos principais jornais da Argentina, que citou que, “em meio ao caos”, o presidente “voltou a minimizar a pandemia” e ainda “chamou de ‘covardes’ os que cumprem o distanciamento social”.

“Com recorde de mortes, hospitais à beira do colapso e uma campanha de vacinação em câmera lenta, o Brasil vive a fase mais mortal da pandemia do coronavírus. No entanto, seu presidente novamente voltou a minimizá-la”, continou.

A BBC News, do Reino Unido, também criticou o posicionamento do presidente frente à pandemia e afirmou que o país enfrenta a pior fase da Covid-19 “deixando seu sistema de saúde em crise”, “ainda assim, na quinta-feira (4), Bolsonaro continuou a minimizar a ameaça representada pelo vírus”

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Valença - BA
Atualizado às 01h14 - Fonte: Climatempo
22°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 31°

22° Sensação
1 km/h Vento
96% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (18/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 25° Máx. 31°

Sol e Chuva
Segunda (19/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 31°

Sol e Chuva