A GENTE NA ESCOLA PRESENTE
BAHIA SEM FOME
BAHIA DE MAOS DADAS
Fevereiro laranja
LARANJA
POLITICA

Enquanto governo é criticado por falta de articulação, Rui recebe 1 prefeito baiano a cada 2 dias

Enquanto governo é criticado por falta de articulação, Rui recebe 1 prefeito baiano a cada 2 dias

06/05/2024 16h50
Por: Rodrigo Mario
Fonte: bahia ba
Publicado em 06/05/2024 às 10h13.

Enquanto governo é criticado por falta de articulação, Rui recebe 1 prefeito baiano a cada 2 dias

Apesar de Rui ser considerado um dos ministros que mais trabalham, dentro do governo já há quem diga que a Casa Civil virou uma ‘República da Bahia’

Em meio às críticas por falta de articulação no governo federal, incluindo bronca do próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ministro Rui Costa (PT-BA), da Casa Civil, tem priorizado a Bahia em suas agendas.

Conforme a Folha de S. Paulo, em 2024 o petista que comanda a pasta responsável pelo Novo PAC, tido como principal vitrine do terceiro mandato de Lula, recebeu em seu gabinete 43 prefeitos baianos, todos da base aliada e de municípios de pequeno e médio porte.

Segundo o jornal, desde que assumiu o cargo de ministro, o ex-governador da Bahia já se reuniu com 114 prefeitos baianos, o que representa mais de 25% do total de municípios do estado.

Ainda de acordo com a publicação, o espaço destinado aos prefeitos na agenda do petista supera o reservado a muitos ministros da Esplanada. Segundo a agenda oficial do chefe da Casa Civil, em 2024 não constam, por exemplo, reuniões com Silvio Almeida (Direitos Humanos), Anielle Franco (Igualdade Racial) e Márcio França (Empreendedorismo, Microempresa e Empresa de Pequeno Porte).

Dentro do governo, segundo a Folha, já há quem diga que a Casa Civil virou uma “República da Bahia”, diante da relevância do estado no ministério e da presença de baianos nos diferentes escalões, incluindo secretários e assessores mais próximos de Rui.

As críticas à priorização de assuntos da Bahia por parte do petista ocorrem apesar de interlocutores do governo admitirem que ele é “um dos ministros que mais trabalham”. De acordo com auxiliares do ministro, as agendas ocorrem normalmente no início do dia, por volta das 8h, ou à noite, perto das 21h, depois que Lula deixou o palácio.

Aliados de Rui Costa, por sua vez, avaliam que a agenda majoritariamente baiana se dá em decorrência dos oito anos em que ele comandou o governo do estado. Além de apontar como “praxe” o tipo de encontro, eles avaliam que as movimentações do ministro visam fins eleitorais, como uma vaga no Senado.

O entorno do ex-governador aponta também que as agendas são importantes do ponto de vista simbólico. Na avaliação dos aliados, o ministro não pode se afastar da base, visto que ela é importante não só para o próprio Rui, mas para o PT e para Lula, lembrando que o partido levou 60 dos 417 municípios baianos em 2022.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Radio Clube Am
Radio Clube Am
MixDelivery
Conect
Mobilapp
Municípios
Radio Clube Am
Salão
MedLab
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
MixDelivery
MixDelivery